quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Curto, médio ou longo?

Isso não é um post sobre café.
Estive pensando nas diferenças entre o planejamento de propaganda e o de promoção.

Penso que a primordial, é que o planejamento de propaganda é de longo prazo, para fortalecer a marca, torná-la desejada e duradoura.
O de promoção de curto e médio prazo, geralmente alinhado com o planejamento de propaganda, e tem objetivos e prazos determinados.

Mas aí me lembro de cases como Garrafinhas da Coca-Cola, Mochilas Gatorade, Bichinhos da Parmalat e mais recentemente iPod no palito.

Se a promoção tem prazo de validade curto, por que algumas se tornam inesquecíveis?
Isso é sorte ou planejamento?
Dá para planejar esse sucesso?

4 comentários:

Marinho disse...

Panhoca, o prazo de validade curto da promoção, a meu ver, é fruto do antigo pensamento de que essa é uma ferramenta tática.
Embora não haja nada de errado em ações táticas, essas não representam todo o potencial do marketing promocional no trabalho de branding, de longo prazo.
O marketing promocional pode, e deve, ser mais do que fornecedor de ações para alimentar a estratégia da propaganda.
Marinho

Bruno Scartozzoni disse...

Essa é uma questão sobre a qual eu penso constantemente há algum tempo.

Tendo a concordar com o Marinho.

Anônimo disse...

Genial brief and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Thank you on your information.

Anônimo disse...

Well I assent to but I about the post should prepare more info then it has.